DICAS DE ILUMINAÇÃO

13.09.2000

1. PONTOS DE ILUMINAÇÃO

Os pontos de iluminação devem ser previstos ao planejar o jardim, não esquecendo de passar toda a fiação antes de executá-lo, evitando assim , estragos ao jardim depois de pronto.

 

2. TIPOS DE LUMINÁRIAS e LÂMPADAS

Na escolha das luminárias, certifique-se se são próprias para áreas externas, pois exigem vedação e resistência às intempéries. O tipo das lâmpadas geralmente são específicas para cada tipo de luminária, porém pode-se criar efeitos, realçando determinadas cores no jardim, utilizando recursos como filtros ou mesmo alternando lâmpadas que produzem luz branca e amarela.

 

3. ILUMINAÇÃO PARA ÁRVORES E ARBUSTOS

Iluminar árvores e palmeiras de baixo para cima produzem um efeito interessante com refletores embutidas no solo. Já os arbustos e canteiros mais baixos podem ser destacados com luminárias que produzem fachos mais largos.

 

4. ILUMINAÇÃO PARA CAMINHOS

Os caminhos podem ser iluminados com balizadores ou postes. Prefira sempre aqueles que iluminem sem ofuscar.

 

5. ESPAÇOS DE ESTAR

As áreas de estar, utilizadas também durante a noite, podem ser destacadas indiretamente iluminando a vegetação ao redor com fachos largos de luz.

 

6. PONTOS FOCAIS

Elementos interessantes no jardim, como as estátuas ou mesmo plantas, podem ser destacadas utilizando luminárias ou lâmpadas com fachos direcionáveis. Cuidado para não exagerar nos elementos a serem focalizados.

 

< Voltar

Please reload