DELICIOSAS ERVAS INFALÍVEIS

29.05.2015

Erva-cidreira, poejo, alecrim... um jardim de ervas é fácil de ser feito e mantido

 

Num misto de crença, magia e realidade, o uso das ervas acompanha a história do homem. Na Grécia antiga as guirlandas de aneto coroavam os heróis de guerra e o chá de suas sementes curava o soluço. Os estudantes gregos enrolavam alecrim nos cabelos para estimular a memória e a hortelã era usada para curar ferimentos. Cleópatra já havia descoberto os poderes da babosa para conservar a pele e os cabelos e os vitorianos acertavam seus relógios pela hora em que a calêndula abria e fechava suas pétalas amarelas.


Um jardim de ervas pode ser organizado de acordo com o espaço disponível. Pode ocupar pequenos canteiros como a rasteira hortelã ou transformarem-se em árvores como o louro e são ideais e decorativas em vasos, jardineiras, terraços ou pátios ensolarados. Num vaso de aproximadamente 80 centímetros de diâmetro cabem diversas espécies, desde que respeitada suas alturas. No centro, melissa, estragão, sálvia; ao redor, manjerona e orégano; e, na borda, tomilho, cebolinha e salsa.


As ervas rasteiras são adequadas a jardineiras junto a janelas, com boa insolação. O solo deve ser rico em matéria orgânica, esterco de gado ou húmus de minhoca, e deve-se ficar atento à rega. Em geral, elas enraízam bastante e, em vasos sob o sol o ressecamento do solo é rápido. Atenção para os pulgões e cochonilhas! Eles podem ser eliminados com limpeza manual, pulverização com água e sabão de coco ou ainda chá de fumo.

 

Melissa officinalis - Erva-Cidreira: Planta perene, solo úmido e fresco. Partes utilizadas: Folhas e talos. Propagação por estaca e divisão de raízes. Chá calmante e sedativo. Excelente para se misturar em sucos gelados. Altura: 60cm.


Artemisia Redowskyi - Estragão-da-Russia: Planta perene, solo bem drenado. Usam-se as folhas frescas ou secas. Os ápices floridos, de agradável aroma, são empregados como condimento. Tonifica e facilita a digestão. Altura: 70cm.


Anethum Graveolens - Aneto. Planta anual, assemelha-se à erva-doce, com pequenas flores amarelas e perfumadas dispostas em umbela terminal. Reprodução por semente no início da primavera. As sementes são indicadas para inflamações e estomatite na boca e para a cólica dos bebês. Facilita a digestão. Altura: 70cm


Thymus Vulgaris – Tomilho: Planta perene, pouco exigente quanto ao solo. Parte utilizada: Folhas. Em infusão e um antisséptico, vermífugo e acalma a tosse. Altura: 25cm.


Salvia OfficinalisSálvia:  Planta perene, cresce em pleno sol e meia sombra. Sálvia significa saúde. Possui múltiplas virtudes terapêuticas: é digestiva, diurética, estimulante, tônica, adstringente, antirreumática. Ótimo remédio contra cansaço e depressão. É ornamental, com suas folhas prateadas e aveludadas. Suas flores azuladas são especiais para atrais abelhas. Altura: 50cm.


Lavandula Vera Lavanda: Arbusto perene, adequado ao clima frio. Gosta de sol e solo bem drenado. Suas flores perfumadas, roxas-azuladas, dispostas em espigas, são especialmente atraentes. Suas folhas e flores são usadas na cosmética em perfumes, saches e óleos de lavanda. São indicadas também para o reumatismo e auxilio na regeneração da pele queimada. Altura: de 60cm a 1m.


Mentha Pulengium Poejo: Planta anual, propagação por semente no outono e na primavera. É especial para repelir insetos friccionando-se suas folhas na pele. Do poejo seco fazem-se sachês bastante perfumados. Altura: 20cm.


Coriandum SativumCoentro: Planta anual, folhas semelhantes às da salsa, com flores brancas ou rosadas muito bonitas. Parte utilizada: frutos secos. Em infusão são recomendados para o estomago e o fígado, mas seu uso mais difundido é na culinária. O coentro é um dos ingredientes mais importantes do curry e, muito utilizado no Nordeste brasileiro, especialmente como tempero de peixes. Altura: 20 a 30cm.


Laurus NobilisLouro: Árvore que atinge até seis metros de altura, de folhas perenes e crescimento lento, mas muito resistente e duradoura. Utilizam-se suas folhas e as bagas dos frutos secos. O banho com louro é repousante, distensivo e perfumado e seu chá auxilia na digestão e bronquites.


Calêndula OfficinalisCalêndulas:  Anual ou bienal, de fácil cultivo, pouco exigente quanto ao solo, floresce o ano todo em amarelo e laranja, a pleno sol. Partes utilizadas: flores, folhas e ramos. Em infusão é usada para gripes, para aliviar cólica e dor de estômago. É excelente cicatrizante. Altura: 30cm.


Rosmarinus OfficinalisAlecrim: Planta perene, multiplica-se por estaca e semente, adapta-se à meia sombra e é pouco exigente quanto ao solo. Suas folhas pontiagudas, verdes e prateadas na parte superior, lembram um pinheiro. Alecrim em água fervendo colocado em recipiente de cerâmica, elimina o cheiro da cozinha. Seu óleo é usado para perfumar velas e o chá de alecrim é recomendado para o cabelo, como estimulante, desinfetante e tônico. Altura: 1m.

 


PRINCIPAIS USOS NA CULINÁRIA 

 

Estragão-da-RússiaArtemisia Redowskyii: molhos, carnes, saladas, queijo fresco.


Tomilho Thymus Vulgaris: é uma das “ervas da Provença”, junto com a sálvia, segurelha e alecrim; molhos, vinha d’alhos, sopas, peixes e patês.


Aneto Anethum Graveolens: folhagem fresca e semente para perfumar peixes.


Sálvia Salvia officinalis: salsichas e derivados, carnes brancas, queijos, omeletes e como conservantes de carnes, peixes e frangos.


Manjericão Ocimum Basilicum: molhos, saladas de queijo e tomate, carpaccio, peixes e frutos do mar.


Manjerona Origanum Majorana: molhos, carpaccio, frango e omelete.


Orégano Origanum Vulgare: pizzas, saladas, queijo fresco.


Alecrim   Rosmarinus Officinalis: carnes brancas, peixes, patês e molhos.

 

< Voltar

 

 

 

Please reload